Blog

Como usar sua imagem para vender Alto Ticket

Até que ponto sabemos utilizar nossa imagem para vender Alto Ticket, rainha? 

Muitas líderes encontram dificuldade em cobrar alto pelo seu trabalho por inúmeros motivos, mas a verdade é que uma estruturação da sua Marca Pessoal pode mudar tudo.

Nessa CEOClass, falo de forma conceitual a respeito do poder que existe em alinhar seu visual de marca e imagem para vender Alto Ticket, além de como ela influencia em nosso negócio. Você também tem acesso a muitos outros conteúdos riquíssimos no meu canal do YouTube e Instagram.

Um universo de marca é composto por uma enorme quantidade de elementos sensoriais, deusa. Muitas rainhas não conseguem entender a importância da esfera sensorial em sua marca, principalmente por esquecerem de que a venda é um processo emocional.

Logo, não existe forma melhor de se conectar com seus clientes do que através dos sentidos. O que diferencia uma mulher e uma marca magnética é a forma como você posiciona sua imagem diante do seu público.

 

Sua Marca Pessoal é a principal ferramenta para abrir portas e expor seu trabalho de maneira que atrai clientes premium. Ou seja, a sua imagem pode influenciar o tipo de cliente que chega até você.

 

Você precisa, de uma vez por todas, parar de aceitar clientes “bagaceira”, deusa. Aqueles clientes que não valorizam seu trabalho, só te dão dor de cabeça e ainda pagam pouco. Mas é necessário um posicionamento para evitá-los.

A sua postura diz muito a respeito do valor que você enxerga no trabalho, por isso, no mundo dos negócios não existe espaço para ter insegurança na hora de cobrar. Sei que esse pode ser um ponto difícil para muitas mulheres, mas é preciso decidir peitar seu preço se você deseja atrair clientes que paguem a altura. 

A origem do seu magnetismo é a sua Marca Pessoal – os melhores clientes vêm quando seu conteúdo derrama personalidade, rainha. Aquele conteúdo seco e batido de “5 passos para…” atrai todo tipo de cliente, a sua personalidade atrai quem se identifica com você.

Pare por um instante e analise aquilo que você tem produzido. Você tem se portado como uma empresária, que sabe priorizar as coisas certas e prefere fazer menos posts, mas que são lotados de autenticidade ou tem se portado como apenas uma mera replicadora de conteúdo?

Ao entrar no seu perfil, as pessoas têm acesso à sua identidade ou apenas à informações que elas encontram facilmente no Google? 

 

Ter consciência da distinção de clientes é muito importante na hora de usar, estrategicamente, nossa imagem para vender Alto Ticket. Por um motivo muito simples: os clientes dispostos a pagar alto pelo seu trabalho precisam ser atraídos pela sua postura.

 

Os tipos de cliente que você tem atraído revelam muito a respeito do seu posicionamento e sua imagem, rainha. Se os seus clientes não valorizam seu trabalho ou sugam toda a sua energia, isso é um indício que sua Marca pessoal precisa ser alinhada.

Quando você estrutura sua marca de uma forma que seu público consegue se conectar com você e aguça o lado sentimental dele, você começa a jogar um jogo muito mais elevado. 

Um bom posicionamento de imagem diz respeito a utilizar elementos tangíveis e palpáveis para estimular sensações intangíveis, que não podem ser medidas nem comparadas.

Ou seja, rainha, é sobre escolher estrategicamente suas fontes, cores, tom de voz, estilo – qualquer elemento que entra em contato com os sentidos do seu público – para emitir os sinais que você deseja que sejam recebidos.

O público em geral, capta esses sinais emitidos pelos códigos que você gera e recebe em forma de identificação e aspiração. Portanto, dependendo daquilo que você escolher emitir, diferentes tipos de clientes serão atraídos até você e se conectarão.

Esse é um fator fundamental, porque muitas vezes podemos pensar que o importante é apenas um bom conteúdo ou desejar atrair clientes a qualquer custo, independente de como sejam, mas isso está longe de ser realidade.

Na prática, minha rainha, um bom conteúdo é aquele que expõe sua personalidade, porque é o que faz as pessoas se conectarem com você e diferencia sua marca.

 

De nada adianta produzir conteúdos informativos (ainda mais em excesso) sendo que conteúdos são replicáveis e a partir do momento em que ele não expressa sua identidade de marca, é esquecível.

 

Partindo desse princípio, é ao colocar sua personalidade naquilo que você faz e definir elementos que reflitam sua identidade ao seu público, que as pessoas que tiverem contato com aquilo poderão se conectar ou não com você e o seu negócio.

Aí entra o grande segredo de usar sua imagem para vender Alto Ticket: você não quer que todas as pessoas se conectem com sua marca; você quer que as pessoas certas se conectem com a sua marca.

Então chega de se esconder atrás de conteúdo sem personalidade e negociar seus valores, Crixtina. Existe uma razão para você ser quem é e quando isso é utilizado da maneira correta, ativa um magnetismo poderoso.

É uma lógica simples, na verdade. Ao expor sua personalidade e seus valores, usando elementos que refletem quem você é e a mensagem que deseja passar ao seu público, apenas as pessoas que se identificarem com aquilo ou aspirarem aquilo de alguma forma, se conectarão.

A seletividade é uma benção, deusa. Não se desgaste e nem gaste seu tempo ou sua energia buscando agradar todo mundo ou atrair clientes a qualquer custo. Abandone aquelas regras para engajar em redes sociais e aposte em identificar seus pontos fortes e fracos para utilizá-los a seu favor em sua marca.

Quando cedemos à insegurança ou não definimos muito bem qual o tipo de cliente desejamos atrair, não conseguimos nos portar de maneira que se conecte e atraia esses clientes.

Se você deseja ser reconhecida pelo seu trabalho e servir pessoas que pagam alto por ele, precisa utilizar seu universo de marca – ou seja, todos os elementos ao seu redor – de uma forma que se comunique com essas pessoas. 

 

Quando falamos de usar a imagem para vender Alto Ticket, falamos de um princípio de ação e reação: primeiro você se posiciona intencionalmente para ser vista por quem realmente importa, então, consequentemente, essas pessoas serão atraídas até você.

 

O trabalho de alinhamento entre a sua imagem e sua mensagem precisa estar em constante refinamento, minha deusa. É muito importante que você esteja sempre pensando a respeito do público que deseja alcançar e na forma que pode se conectar com ele através dos sentidos, antes de se conectar através da sua mensagem ou daquilo que você serve.

No fim das contas, você precisa se conhecer profundamente e escolher constantemente ser verdadeira em tudo que faz – acredite, seus clientes notarão sua postura e estarão mais do que dispostos a pagar alto pelo seu bom trabalho.

Não falamos aqui apenas sobre atrair clientes prontos, mas dispostos. O seu papel é construir uma Marca Pessoal que se conecte com pessoas dispostas, para que depois de cativadas, sejam levadas a comprar de você.

Um cheiro,
Clara do Vale.

@bemclara

Mais postagens como essa...